Artigos
22/Fev Celebração do sacramento do matrimônio
Celebração do sacramento do matrimônio


A celebração do matrimônio é a celebração do amor entre um homem e uma mulher, sinal do amor de Cristo pela Igreja. Este amor conjugal, bênção e dom de Deus, vivido à luz da fé, torna-se sacramento: um sinal visível da aliança invisível de Cristo com a sua Igreja e de Deus com a humanidade. Para os cristãos o matrimônio é um verdadeiro acontecimento eclesial, tanto para os noivos, como para suas famílias e para a comunidade. Trata-se de uma celebração do mistério pascal de Cristo (cf. GLP IV, 1).


A celebração do sacramento do matrimônio é, antes de tudo, um ato de espiritualidade e de encontro com Deus, pelo qual um cristão e uma cristã, diante de Deus e da Igreja, assumem o sagrado compromisso de viver o amor e a fidelidade por toda a vida, em obediência à ordem do Senhor: “Por isso, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois formarão uma só carne” (Mt 19,5).


Porém, o papa Francisco nos lembra de que “a preparação próxima do matrimônio” tende a concentrar-se nos convites, na roupa, na festa com seus inúmeros detalhes que consomem tanto os recursos econômicos como as energias e a alegria. Os noivos chegam desfalecidos e exaustos ao casamento, em vez de dedicarem o melhor de suas forças a preparar-se como casal para o grande passo que, juntos, vão dar. Esta mesma mentalidade subjaz também a dedicação de algumas uniões de fato que nunca mais chegam ao matrimônio, porque pensam nas elevadas despesas da festa, em vez de darem prioridade ao amor mútuo e a sua formalização diante dos outros. “Queridos noivos, tende a coragem de ser diferentes, não vos deixeis devorar pela sociedade do consumo e da aparência. O que importa é o amor que vos une, fortalecido e santificado pela graça. Vós sois capazes de optar por uma festa austera e simples, para colocar o amor acima de tudo” [grifo nosso] (AL 212).


 


 



 


Indique a um amigo
 

Copyright © 2019 Sacramento do Matrimônio. Todos os direitos reservados.